06
set

Por que eu abandonei O Guia do Mochileiro das Galáxias


Don’t panic.

Mas, sinceramente, não entendo como as pessoas podem considerar esse livro como a bíblia dos nerds e geeks. Não entendo como puderam criar um dia oficial do orgulho nerd e batizá-lo de dia da toalha, em homenagem a série. Não sei também se essa série pode ser considerada ficcção científica, como diz a editora. Ficção científica pra mim, é Isaac Asimov e Arthur C. Clarke. Douglas Adams está mais pra apenas ficção para pré-adolescentes.  Sempre tinha ouvido falar do Guia do Mochileiro das Galáxias, e, como sou absolutamente apaixonada pelo universo, fiquei muito curiosa em ler a série. Que decepção eu tive.

Acabei ganhando a coleção e fiquei empolgadíssima com o primeiro livro.  Vamos combinar: a leitura é fácil e recheada de sarcasmo. Sim, me agradou também. Acontece que, no decorrer da leitura, foi-se tornando mais difícil manter a atenção na história, pois, simplesmente, não há uma. Arthur Dent foi despejado da sua casa enquanto a Terra era destruída e resolveu pegar carona em uma nave alienígena com seu amigo Ford. Até aí o livro tem tudo pra dar certo. Aí é que começam as decepções. Eu simplesmente enjoei dos diálogos. É muito forçado. Típico do humor dos americanos, piadas sem nexo onde não há graça – só eles percebem.


guia2

Quando iniciei a leitura do segundo livro da série precisei desistir na metade. Aquilo já não fazia o menor sentido. Aventuras espaciais onde coisas bizarras acontecem, alienígenas querendo dominar o universo e etc, e uma história que não possui o menor sentido! Fugas e mais fugas, um manual de sobrevivência no espaço que mais atrapalha do que ajuda, e personagens sem objetivos definidos. O único personagem que me agradou e com o qual me identifiquei foi o robô Marvin, haha (apático e depressivo).

Peço desculpas por não adentrar a fundo na história, porque faz anos que li o primeiro livro e não quis relê-lo para aprofundar a resenha. Até porque, esse texto não é uma resenha, e sim uma manifestação do meu descontentamento com a série (o filme também é estranho).

Se você achou genial, por favor, me dê um motivo para continuar lendo a série, pois ainda tenho exemplares em seus devidos plásticos e pretendo fazer doação. (Se interessou? Entre em contato AQUI).



Mayra